Papeando sobre filmes: Exôdo - Deuses e Reis

31 janeiro 2015
 Exodus é uma adaptação da história bíblica do Êxodo, segundo livro do Antigo Testamento. O filme narra a vida do profeta Moisés (Christian Bale), nascido entre os hebreus na época em que o faraó ordenava que todos os homens hebreus fossem afogados. Moisés é resgatado pela irmã do faraó e criado na família real. Quando se torna adulto, Moisés recebe ordens de Deus para ir ao Egito, na intenção de liberar os hebreus da opressão. No caminho, ele deve enfrentar a travessia do deserto e passar pelo Mar Vermelho.
 
 Título: Exodus: Gods and Kings
Data de Lançamento: 25 de dezembro de 2014
Direção: Ridley Scott
Duração: 2h 31min



 "Exôdo: Deuses e Reis", Christian Bale vive Moisés, um hebreu que cresceu entre egípcios numa época em que o maior império da civilização escravizava o povo escolhido por Deus. Moisés foi salvo da morte ainda quando criança e acabou sendo adotado e criado junto a riqueza. Porém Moisés acaba indo contra o faraó Ramsés, com quem foi criado como um irmão, quando recebe a ordem divina de se reconciliar com seus semelhantes e guiá-los para a terra prometida.

Você pode até não ser cristão, mas com certeza já ouviu algo do livro "Exôdo" do Antigo Testamento da bíblia, sobre a história de Moisés, as sete pragas do Egito e a abertura do mar vermelho. É por isso que um filme desses, sobre uma das histórias mais antigas da humanidade, acaba gerando muitas expectativas, de crentes ou não crentes.

O mais interessante nessa obra é que Êxodo apesar de ser baseado na bíblia, não é uma história bíblica. O objetivo principal é contar uma boa história, deixando as incoerências religiosas em segundo plano. Mas como assim?


Deixe-me explicar. Moisés é retratado como um general e não como o pastor de ovelhas do qual ouvimos falar. O personagem questiona a missão divina que recebeu, chegando até duvidar. Em vez de um cajado místico, carrega uma espada bem afiada. O Moisés de Êxodo não é um profeta idealizado, se parece mais com um herói do cinema moderno.

Entretanto, o melhor é a sutileza que o filme tem de justificar cada uma das ações de Deus de forma racional, sem contrariar a fé de ninguém. Por exemplo, quando as moscas vieram, os peixes começaram a apodrecer e os sapos vieram para comer as moscas, de forma que pareçam várias pragas, mas é simplesmente uma maré de azar. Ou não?

 

O título do filme tem a palavra "Deuses" mas só há um Deus, tem "Reis" mas só há um faraó. Uma pena o fato do faraó ter sido tão pouco explorado, aparecendo poucas vezes no filme. Uma pena maior ainda o tal Deus ser interpretado por uma criança. No começo achei interessante essa estratégia, mas quando Deus diz a Moisés que não vai esperar mais 400 anos para libertar seu povo, o que era pra ser o desabafo de um deus poderoso soa como uma birra infantil, o que acaba comprometendo a cena. Outra cena que me incomodou bastante foi a da abertura do mar, vejam e vocês saberão do que estou falando. 

Acho que em 150 minutos dava para ter feito algo melhor, mas não deixa de ser um bom filme com ótimos efeitos especiais. 





Comente pelo Facebook

7 comentários

  1. Oi Milena!
    Adorei a resenha! Gostei dos pontos que você mencionou :D
    Esse filme... Eu gostei tanto dos efeitos especiais e de como ele foi dirigido e etc, MAS ESSE ELENCO BRANCO! Esse elenco é tão tão branco e errado que eu só queria que acabasse logo porque não, tá errado, tá rude, apaga. Depois do cinema eu assisti O Príncipe do Egito só pra apagar tanta coisa errada da minha mente.
    O negócio com 'deuses' e 'reis' eu gosto muito, particularmente, porque acho que o filme tocou exatamente nesse assunto. Temos O Deus mas temos o 'deus' faraó, temos o 'rei' faraó mas temos Deus comandando o povo pra longe dali. É toda uma questão filosófica, eu gosto quando títulos me fazem pensar demais UHASUHASUHASUHASUHUHAS
    E sobre Deus ter sido uma criança, acho que foi o que eu mais gostei no filme todo. Porque a forma como retrataram ele, dando toda uma atenção pro fato de ele 'querer libertar o povo e fazer todo o necessário pra isso' é exatamente o ponto que o Moisés questiona. O Deus do antigo testamento fez muuuita coisa tensa, e matar os primogênitos e ferrar com as vidas dos egípcios só pra conseguir o que queria? Well, escolher retratá-lo como uma criança foi exatamente esse de 'quero e vou conseguir'. Achei genial geniaaaal.
    Mas, de novo, ESSE ELENCO BRANCO É TODO ERRADO então apaguei o filme da minha mente.
    Idris Elba como Ramsés, Ridley. Era só o que eu queria!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    http://blogsomaisum.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Não gostei do filme, só meu pai assisti filmes assim!
    Mais eu não gosto.

    ResponderExcluir
  3. Vi esse filme ! Não é o melhorrrrrrrr filme do mundo RSrs Mas é o que comentou, ótimos efeitos especiais, enfim, um bom filme ;)
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Não conhecia sobre Êxodo, não, acredita? hahaha
    Sinceramente a temática do filme também não me chamou a atenção...:/ Quem sabe quando sair em DVD eu dê uma olhada?
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  5. Oieee!
    Eu ouvi falar bastante deste filme, mas infelizmente não faz meu estilo, então deixei pra próxima. Adorei o post, adoro quando você dá sua opinião sincera sobre filmes. Acho super válido <3
    Beijos,
    Mar.
    ocantinholiterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olha eu vi o trailer desse filme passando, mas eu ainda não tive curiosidade em assistir.
    Mas me parece ser um bom filme.
    Espero ter a oportunidade de assistir.
    Gostei de tudo que você falou, mas eu nào sei ainda.
    Um filme que me surpreendeu bastante foi DIVERGENTE, porque eu nem li o livro ainda e gostei muito do filme. Espero que os livros sejam ótimos hehehe

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá!!!
    Acredita que eu nem sabia desse filme??
    Mas deve ser muito interessante ver como eles retrataram as pragas... preciso vê-lo!!
    Parabéns pela resenha, está ótima!

    Beijos, Bá.
    http://cafecomlivrosblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

• Por favor, faça um comentário que se relacione com o tema da postagem;
• Estou aberta a críticas, sugestões e elogios. Porém, bom senso é sempre válido;
Obrigada pela visita,volte sempre :)

 
Desenvolvido por Michelly Melo| Modificação e ilustração por Bruna Lombardi| Cantinho da Bruna 3.0 - 2015 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS ©