Resenha: A Identidade Secreta dos Super-Heróis

23 maio 2017
Titulo: A Identidade Secreta dos Super-Heróis
Autor: Brian J. Robb
Editora: Valentina
Páginas: 304
Classificação: 

Do Super-Homem aos Vingadores, a evolução das lendas dos quadrinhos. A primeira aparição do Super-Homem em 1938 foi um momento sísmico na cultura pop mundial. Desde então, centenas de super-heróis foram criados, desconstruídos e reinventados para novas gerações de fãs de revistas em quadrinhos, especialmente os ícones da DC, Batman e Mulher-Maravilha, e os X-Men e Vingadores, do Universo Marvel. Você sabia que o Capitão América surgiu socando Adolph Hitler em sua revista de estreia? Que vários elementos da mitologia do Super-Homem, como a kriptonita — seu ponto fraco — e o amigo Jimmy Olsen, vieram do seriado de rádio e só depois foram incorporados aos gibis? Que a famosa minissérie Guerras Secretas, da Marvel, foi criada por encomenda para lançar uma linha de brinquedos e que foi publicada no Brasil completamente adulterada e mutilada? Esses e outros segredos guardados a sete chaves pelos personagens das HQs estão em A Identidade Secreta dos Super-Heróis. Nesta ampla e fascinante exploração do fenômeno dos heróis dos quadrinhos, Brian J. Robb mapeia a ascensão dos super-heróis americanos, do auge inicial na era da Grande Depressão em gibis descartáveis ao renascimento brilhante nos blockbusters mais populares do cinema do século XXI.


Olá amoreees!!! Tudo bem? Eu espero que sim. Hoje, trago-lhes a resenha de um livro com muitos super poderes envolvidos. Só para começar ele tem o super poder de deixar-te extremamente encantada. Quando chegou na minha casa eu fiquei surtada com a maravilha da capa. #Perfeita Mas, enfim vamos que vamos para mais uma resenha delícia e cheia de surpresas.

 O livro nos faz embarcar no mundo dos Super-Heróis. A história tem inicio literalmente no início onde tudo começou. Permitindo que fiquemos cientes dos principais ingredientes que compuseram cada super-herói americano dos quadrinhos. Eu que já não sou uma pessoa nada curiosa. #Mentira Praticamente li em uma sentada, e com meu chá de camomila, porque eram muitas emoções envolvida.

O nosso primeiro super-herói que surgiu foi o famoso cara da capa vermelha Super-Homem em 1930. Logo depois veio o Batman. O nosso super-herói super misterioso e com uma grande conta bancária. rs O sucesso do Super-Homem e do Batman gerou uma enxurrada de super-heróis dos quadrinhos na década de 1940.



Quem poderia imagina que um dos maiores super-heróis da história teria sido criado por dois adolescentes? Eu com certeza não. Jerry Siegel e Joe Shuster foram os criadores do super-homem. E nossa querida repórter Lois Lane foi inspirada na modelo Joanne Carter, que olha que loucura casou-se com Siegel. As demais inspirações surgiram do cinema.

O livros conta-nos que a Marvel tene início na grande explosão dos super-heróis, no fim dos anos 1930. Enfim, são muitas descobertas. Cada página deixava-me de queixo caído. O livro é basicamente uma linha do tempo da história. Devidamente de acordo com todos os acontecimentos. Essa magnífica história nos permite viajar das páginas dos livros para as telonas do cinema, #Loucura


Quem aí já não se apaixonou? #SuperRecomendo

Bjinho estalado...!
Comente pelo Facebook

Nenhum comentário

Postar um comentário

• Por favor, faça um comentário que se relacione com o tema da postagem;
• Estou aberta a críticas, sugestões e elogios. Porém, bom senso é sempre válido;
Obrigada pela visita,volte sempre :)

 
Desenvolvido por Michelly Melo| Modificação e ilustração por Bruna Lombardi| Cantinho da Bruna 3.0 - 2015 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS ©